sexta-feira, 23 de maio de 2014

Uma casa portuguesa com certeza, em São Paulo

Nada mais charmoso e aconchegante para um almoço na sexta-feira, ainda mais um dia como hoje, um pouco nublado, outonal, com o sol tentando dar as caras atrás das nuvens, do que um bom bacalhau e um copo de vinho. 

É o que oferece a Casa Portuguesa, numa casinha de esquina na Rua Cunha Gago, aqui em São Paulo.  

Conheço o lugar há muito tempo. Ele me foi apresentado pela queridíssima amiga Paula Baez, que sabe encontrar lugares gracinha e de boa comida. Mas de quando conheci para agora, houve muita mudança. O lugar cresceu, assim como as opções do cardápio e da carta de vinhos. 

Apesar das mudanças, não acho que "enfrescurou" (rsrs). 

Ambiente e decoração - O ambiente continua muito agradável com cara de casinha em Portugal, porque o salão não é um ambiente único, você pode conseguir uma mesa na sala da frente com janela pra rua ou no corredor de passagem ou ainda no "puxadinho" ou melhor na ampliação que foi feita no fundo. Além disso tem também os quartos, que ficam na parte de cima da casa. 

A decoração não é nada pesada. As paredes onde não há prateleiras de vinhos são brancas com quadros de gravuras de tras dos montes e alto douro em Portugal. Outros elementos como o galinho de Barcelos ou pratos decorados remetem em função das cores à bandeira da terrinha e dos nossos colonizadores. 




Enxoval e tipo de serviço -  As mesas são cobertas por toalhas tradicionalmente brancas e há uma espécie de papel vegetal como cobre-manchas. Talheres de inox simples, mas de boa qualidade. Louça branca. Copos de vidro. A montagem é de mise en place básica, já que o serviço à inglesa indireto é o usado para quem pede um só prato para dois ou para a família, e, caso você peça um prato individual é empratado ou prato pronto. 

Cardápio/ Vinho - Aliás, eu considero isso uma vantagem da Casa Portuguesa O cardápio traz opções para quem quer comer sozinho ou para quem quer dividir. Em qualquer dos casos, são bem servidos. Não sobra e não falta. A quantidade é bem calculada e o garçom não mente para você, só para vender mais. 

Da mesma forma, existe a opção do vinho em taça que pode ser branco, tinto ou verde. Na última vez que estive lá, tomei um velho conhecido que frequentou muito a minha casa desde que o Silas e eu nos casamos, o vinho Gatão. Vinho verde muito delicado, que não fala mal de ninguém, custa o razoável e atende bem para acompanhar postas de bacalhau, um bacalhau ao Brás, ao forno  ou até mesmo com natas.  

Preços - Os preços na Casa são honestos. Chego a dizer que são baratos, uma vez que o que se come lá é bacalhau e não peixe tipo bacalhau. O valor de um prato individual está na faixa de R$ 26. Some-se aí a tacinha de vinho português (R$ 9,50), o bolinho de bacalhau de entrada (R$ 3 por unidade), uma água e um docinho de gemas ou pastel de Belém (R$ 5,50), sua conta vai ficar perto de R$ 50 para almoçar bem! 

Quando minha mãe esteve em São Paulo no ínicio deste mês, fomos comer nesse simpático restaurante. Nossa opção foi por postas de bacalhau com grão de bico. Estava perfeito na cocção e na apresentação. Entretanto, havia espinhas demais em uma das postas, uma falha que perdoo por todas as outras vezes que não houve esse problema. 

Esse é um lugar que me traz boas memórias. Estive lá com a Euzi e a Fabíola certa vez e nós tomamos em três, três garrafas de vinho num sábado à tarde. Se me lembro bem, foi um rosé Casal Garcia, talvez. Não, foi um verde Calamares. Ou ambos. Sei lá, o teor etílico causa amnésia. 

Também estive lá com colegas da Sabesp várias vezes, já que o fica bem perto da Sabesp da Costa Carvalho onde prestei serviço por um tempo. Fui lá com a Cláudia Fernandes e sua linda família. Saudades de todos, do Ademir, dela e do João. 

Mais que uma crítica, eu recomendo o lugar. Como disse o Silas agora há pouco, "eu gosto de lá". 

Como comecei falando de dia com cara de que vem chuva...  graças a Deus e a São Pedro, tem tido alguma chuva nessa cidade. Espero que chova um pouco também na cabeceira da represa e que isso ajude o sistema Cantareira nesse momento em que míngua... 

Hoje é sexta. Bom fim de semana com uma dica do chef que encontrei no site do restaurante: 

Receitas - Bacalhau a Brás

Ingredientes

750 g de bacalhau demolhado, 1 kg de batata, 3 cebolas, 1 dente de alho, 100 ml de azeite, 8 ovos, 1 ramo de salsa. azeitonas, óleo, sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:
1 Desfie o bacalhau e elimine as peles e as espinhas
Corte as batatas em palha e frite em óleo
corte as cebolas em rodelas
pique o alho e refogue no azeite
2 Junte o bacalhau e cozinhe, em fogo baixo, mexendo sempre. Acrescente as batatas, reservando algumas para a decoração, e o ovos batidos. Mexa, até os ovos cozinharem bem. Tempere com sal e pimenta
3 Coloque numa travessa e polvilhe com salsa picada. Decore com as azeitonas e as batatas reservadas.



Serviço
Casa Portuguesa
Rua Cunha Gago, 656 - Pinheiros
Tel. 11 3819 1987 www.casaportuguesa.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário