quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Puxando a sardinha... (parte 2)


Reflexões sobre o mundo digital e a Gastronomia



Continuando a puxar a brasa para a minha sardinha...

Na semana passada, duas perguntas ficaram no ar quando o assunto era sobre planos de comunicação para uma empresa de catering (serviço de alimentação) do tipo buffet gastronômico e/ou um novo restaurante. 




Mídias digitais, marketing de conteúdo e Gastrô...



·         Como montar um plano de comunicação voltado ao mercado para divulgação de uma empresa dessa natureza?
·         Quais os elementos-chave a serem considerados para uma boa companha de comunicação empresarial?
Depois de uma análise criteriosa sobre o perfil da empresa  (tipo de produto e serviços prestados, características dos sócios e da equipe, idade do empreendimento, reconhecimento da marca, mercado em que atua) e seus objetivos no tempo (de acordo com a capacidade instalada e a estratégia a curto, médio e longo prazos), o responsável pela estratégia de comunicação deverá considerar um amplo espectro de opções para definir o melhor caminho a seguir. Para traçar metas adequadas que garantam atingir plenamente os objetivos da empresa, os elementos de um plano de comunicação básico são:
  • website;
  • mídias digitais (blogs e canais web) e marketing de conteúdo;
  • redes sociais (Facebook, Linkedin, Pinterest, Instagram, Google mais)
  • assessoria de comunicação (e não mais apenas de Imprensa);
  • publicidade e propaganda;
  • folheteria (panfletos, encartes, material interno);
  • participação em programas de TV, rádio e internet;
  • desenvolvimento próprio ou participação em aplicativos (Restorando, por exemplo);
  • publicação de artigos em veículos especializados e na grande  mídia (jornais, revistas, sites e portais);
  • participação em concursos e eventos da área;
  • palestras em escolas e associações;
  • parcerias estratégicas com clubes, associações, instituições, confrarias etc.
  • CRM (customer relationship management): informações e cadastro completo de preferências, dados históricos de compras, ações para manutenção do relacionamento e fidelização de clientes, que se tornam influenciadores de compras para outros clientes potenciais. 

 Não é sem motivo que os dois primeiros itens citados são website mídias digitais 

Toda empresa, ainda que incipiente, não sobreviverá e nem terá um crescimento orgânico sem investir numa plataforma que garanta aos seus potenciais clientes encontrar informações a respeito de suas atividades no ambiente web. 

Ainda que não seja um site profissional, terá que existir. Caso não haja nenhum recurso financeiro na empresa disponível para esse fim, há soluções gratuitas na web para criação de ambientes virtuais do tipo blogs cujas funcionalidades são bem parecidas com as dos websites. O que não dá é para ficar fora da mídia digital. 

É indispensável criar uma página no Facebook que, para um primeiro momento, é totalmente grátis para qualquer usuário que tenha uma conta pessoa física ou jurídica, ou seja, CPF ou CNPJ, nessa rede de relacionamentos. As ferramentas oferecidas garantem que, mesmo pequeno, o negócio de buffet ou o restaurante estejam presentes na web com seu nome, endereço e telefone.  Não há grandes dificuldades em acessar esse ambiente e se registrar. 


Marketing de conteúdo


Outro importante fator do plano de comunicação é o que contempla o marketing de conteúdo. Esse, sim, pode ser essa a grande diferença entre o sucesso e o fracasso de uma pequena empresa de catering, como a do nosso exemplo: o fato de seu dono ter conhecimento sobre marketing de conteúdo. 

Segundo a empresa Rockcontent, marketing de conteúdo é uma maneira de engajar-se com seu público-alvo e crescer sua rede de clientes e potenciais clientes através da criação de conteúdo relevante e valioso, atraindo, envolvendo e gerando valor para as pessoas de modo a criar uma percepção positiva da sua marca e assim gerar mais vendas.  

Pode parecer, mas não é nada muito complicado. No entanto, exige certo grau de sofisticação despertar o interesse de determinado público alvo para uma informação, especialmente, quando há tantos conteúdos para que esse público escolha o que melhor lhe convém. Em outras palavras, seria mais fácil se não houvesse concorrência.  

Pensando bem, que itens podem favorecer a nossa empresa de catering em relação à sua acirrada concorrência a partir do conceito de marketing de conteúdo?  

(continua...)


Na semana que vem, além de marketing de conteúdo e sua aplicação, redes digitais e recomendações para uma boa comunicação empresarial no mundo da gastronomia. Nos próximos posts, outros assuntos... Não deixe de ler e comentar. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário