quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Sabor mediterrâneo

Tem coisa que combina e pronto! Não tem erro. 

Hoje, atarefada com várias novidades nas quais estou sempre me metendo, quando vi já tinha passado muito a hora do almoço, digo, a de preparar um almoço decente, equilibrado, respeitável para sobreviver até a próxima refeição. 

Fui pra cozinha e encontrei ingredientes mágicos: alface (já estava higienizada, seca e porcionada na geladeira), tomate italiano, um pedaço de queijo parmesão, azeitonas grandes chilenas e presunto cru. Nada no mundo estragaria essa combinação perfeita de elementos tão saborosos quando misturados numa salada bem informal, regada com um bom azeite de oliva e temperada com pimenta do reino e sal grosso moídos na hora.  

Parecia salada do Jamie Oliver!  E como ele mesmo diria: "Amazing!" Palavrinha perfeita em inglês para dizer incrível, surpreendente. Que afago ao paladar! 

Essa receita eu dedico à minha querida amiga de infância, Márcia Pavani, que agora mora em Niteroi, a quem, há alguns dias, prometi publicar receitas de saladas gostosas. 

Salada mediterrânea 






Ingredientes

1/2 pé de alface lisa
1 tomate italiano picado em gomos
30 gramas de queijo parmesão em lascas
6 azeitonas pretas grandes (chilenas - do tipo azapa) picadas em lascas sem o caroço
30 gramas de presunto cru fatiado bem fininho
2 colheres (chá) de azeite extravirgem
sal e pimenta do reino a gosto

Modo de fazer

Desfolhe, lave e seque as folhas de alface. Distribua-a numa travessa média e sobre elas os gomos do tomate italiano, as lascas de parmesão e de azeitona. Despedace com as mãos o presunto cru e coloque sobre os demais ingredientes. Regue com azeite e moa sal grosso e pimenta do reino por cima de tudo, o quanto achar necessário. 


Para acompanhar essa salada, um bom pão feito em casa ou umas fatias de pão italiano ou de grãos especiais, do tipo lituano (daqueles de forma que são mais secos e um pouco elásticos).  Outra possibilidade é com batata cozida ou assada. Excelente pedida! 






Funciona bem para almoços informais, mas que sejam servidos à mesa e não com serviço à americana, em especial se as pessoas não tiverem onde apoiar o prato, exceto no colo.  

Hoje, aqui em casa, comemos essa salada acompanhando uma sobra da adaptação de berinjela à parmegiana (sem fritar) que fiz ontem. Estava melhor hoje porque os temperos ficaram bem acentuados. 

Para a correria, é sem igual! Um sabor bem mediterrâneo. Experimente. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário