quinta-feira, 11 de junho de 2015

Caponata




Esse é um prato típico italiano, da região da Calábria ou da Sicília, feito com berinjela, pimentão, azeite e cebolas. Há muitas variações sobre a forma de executá-lo e também quanto aos ingredientes usados. Por exemplo, ao fazer há quem frite a berinjela em imersão de óleo antes de juntar os demais ingredientes, há os que fazem no forno, tem também quem não cozinha a berinjela, deixando que ele fique curtida em vinagre e ainda outras formas, como desidratá-la em sal refinado. 

Em relação aos ingredientes, o tomate entra em algumas receitas, alcaparras em outras, azeitonas variam entre pretas ou verdes, quanto aos pimentões, as cores são à escolha do freguês: verdes, vermelhos, amarelos, laranja e até roxos. As uvas passas, às vezes, aparecem nos preparos, o que lhes dá um toque especial. 

Os cortes também variam: cubos, fatias largas, retângulos, lascas, e até ralados os ingredientes podem ser usados. Tudo isso com berinjelas descascadas ou com casca. 

No próximo sábado, dia de Santo Antonio, o André vai comemorar seu aniversário e me pediu para fazer uma caponata para o antepasto, já que o menu do almoço será churrasco. Muita carne como gostam os brasileiros... Assim, uma opção sem carne para a entrada é muito bem-vinda. 

A caponata pode ser servida como antepasto com pão ou torrada e como guarnição  vai bem ao lado de uma farofa e de uma carne assada ou grelhada. Normalmente, é servida fria porque depois de pronta, com alguns dias de refrigeração, incorpora muito mais o sabor. Mas, se tiver pressa, pode degustá-la quente mesmo. 

Com frequência tenho esse antepasto de berinjela na geladeira. Ele me salva nos lanches da noite, nas entradas de alguns eventos inesperados aqui em casa e fica ótima para acompanhar um rápido cuscuz marroquino temperado apenas com castanhas e frutas secas. 

Não é difícil de fazer. No entanto, o sabor, neste caso, é mais do tempero de cada pessoa do que da execução do prato. 

Eu faço caponata há anos e já tentei todas as variações mencionadas acima, tudo depende da minha inspiração e, mais que isso, do meu público. Dependendo de para quem será servida, exige alguma adaptação. 


Caponata di melanzane (antepasto de berinjela)



Ingredientes

1 dente de alho
100 ml de azeite extravirgem

Obs.: os próximos cinco ingredientes devem ser cortados em julienne*

2 cebolas médias cortadas 
1/3 de pimentão vermelho  
1/3 de pimentão amarelo 
1/3 de pimentão verde
2 berinjelas

3 colheres de alcaparras
1/2 xícaras de azeitonas verdes picadas em brunoise**
30 gramas de uvas passas escuras e brancas

Temperos:  sal, pimenta do reino, pimenta calabresa, orégano, salsa e cebolinha



Modo de preparar: 

Refogue o alho e a cebola em metade do azeite. Quando a cebola já estiver caramelizada, acrescente os pimentões e refogue por cerca de três minutos. Junte as berinjelas e deixe no fogo, mexendo de vez em quando, até que fiquem al dentes. Tempere com sal, pimentas, orégano, salsa e cebolinha, Depois acrescente as alcaparras, mexa e em seguida desligue o fogo. Acrescente as azeitonas e as uvas passas. Regue com o restante do azeite e feche a panela. Deixe descansar por no mínimo cinco minutos. 
Depois de esfriar, leve à geladeira em recipiente de vidro tampado. 

Sirva no dia seguinte. 

* julienne - tiras de 4 a 5 cm de cumprimento 
** brunoise - cubos de 3 x 3 mm



Esse preparo, em geladeira, dura até dez dias. Mas, sempre observe se não há algum sinal de fungo antes de servir porque não é um preparo no qual se coloca qualquer ingrediente conservante. 

A caponata do André já está pronta para ir à geladeira. Se for preciso, até o momento de servir, pode ser feita alguma correção no sabor. Espero que tenha fica gostosa e que ele fique feliz. 

No mais, é só amor! 

Até amanhã, quando volto com mais uma receita de festa junina. 

Aquele abraço carinhoso.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário