sábado, 26 de novembro de 2016

Cuba e o mundo se despedem de Fidel

Primeira notícia que li assim que acordei neste sábado foi a morte do líder cubano Fidel Castro. 

Inevitável. 

Pensei no tempo de cada um e nos papeis que temos na história, alguns pequenos quase sem importância, outros grandes como os do comandante que manteve a ilha de Cuba, a Pérola do Caribe, resistente contra o domínio do Imperialismo americano. 


Home Uol 26-nov-2016


Estive em Cuba no ano passado (2015), ainda em tempos de não abertura, enquanto o país ainda respirava a revolução, mesmo depois de 56 anos. 

Fui buscar meus textos sobre as impressões de Cuba. Uma boa lembrança. 

Que na morte descanse em paz Fidel Castro. Sua história é imortal. 

Viagem - Cuba 

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Fast Food da quinzena

Dicas de diversão, cultura e entretenimento


Tem dica de evento que já está rolando e outras pra você ter tempo de se programar e se inscrever. Só não dá pra perder e dizer que não sabia... 


A Religião vai à mesa com Patricia Rodrigues  


Uma degustação de religiões em 6 atos comestíveis. É como se define o janteatro (jantar com teatro) que ocorre na Academia Gourmet, no Tatuapé, no sábado, 3/dez, apresentado pela chef de cozinha e mestre em Ciência da Religião, Patricia Rodrigues de Souza, autora do livro A Religião vai à mesa. 

Serviço: Preço do jantar: R$ 120. Academia Gourmet - Rua Antonio de Barros, 2302 - Tatuapé Mais informações e reservas: 11 2194-0010


Cinema Consciência Negra - Homenagem à atriz Ruth de Souza



De 16 a 28 de novembro, o CCBB-SP (Centro Cultura do Banco do Brasil), homenageia a atriz Ruth de Souza com a mostra de cinema Pérola Negra

Estão na programação filmes e programas de TV que mostram a trajetória dessa mulher negra de 95 anos, que completou 70 anos de carreira em 2015. Com sua representatividade artística, ela se tornou referência para toda uma geração de atores negros que a sucederam.



Acesse a programação da mostra
Serviço: Ingressos a R$ 10 e R$ 5 (meia entrada).  CCBB São Paulo -  Rua Álvares Penteado, 112 - Centro  - De quarta a segunda, das 9h às 21h. Outras informações: (11) 3113-3651. 




Chef'sTable - França

A Netflix produziu uma série somente com chefs de cozinha franceses. Com o mesmo rigor de direção e fotografia das duas temporadas do Chef's Table que apresentam cozinheiros de vários lugares do mundo, os quatro episódios falam de personalidades prá lá de instigantes no mundo da gastronomia: Alain Passard, Michel Troisgros, Adeline Grattard e Alexandre Couillon. Imperdível! Para ver sem fome porque é um delírio. Ah!  Dá vontade de viajar. 





Prato Firmeza 


Na segunda-feira, 5/dez, Amanda Rahra, Guilherme de Souza e Yuri Ferreira Nogueira, palestram no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc, sobre o Prato Firmeza, o guia gastronômico da periferia de São Paulo. Produzido pelos alunos da Escola de Jornalismo da Énois, o guia teve sua primeira versão em 2013 e traz dicas de comida boa com valores médios de R$ 20 em bairros afastados do centro de São Paulo. Ideias como essa precisam ser valorizadas. Participe. 
Mais informações sobre as inscrições que começam essa semana (dia 25, sexta) no CPF do Sesc.




Gostou do conteúdo? Compartilhe! Navegue pelo blog, tem muita coisa boa publicada. 

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Tabule adaptado

Comer bem não depende do mundo, 
mas da vontade da gente

Depois de alguns meses, como eu mesma digo, que dei uma degringolada total na minha alimentação, essa semana recomecei do zero. Estou a fim de ficar mais saudável, ter mais disposição e viver melhor e, mais que qualquer coisa, sei que a comida do dia a dia faz toda diferença na vida da gente. 

Os exercícios físicos regulares também são fundamentais, mas, confesso que não sou muito fã de fazer ginástica e ainda muito menos de academia. Há anos faço ioga, o que me ajuda muito em ter alongamento e flexibilidade, mas meu condicionamento cardiovascular não é dos melhores. Se eu tiver que correr um quarteirão, logo estou ofegante. Mas isso também vai mudar. Aliás, já está mudando! 

Voltando ao assunto que é comer bem, voltei às saladas. Ah! Os vegetais combinados com algumas proteínas e oleaginosas, temperados com molhos prazerosos feitos com azeites, cítricos, iogurtes e ervas, mas um toque de sementes, são um deleite. 

tags: comer bem, comida saudável, salada, tabule, comida mediterrânea

Curioso é que quando estamos em situação de "ladeira a baixo", seja lá por que for, se por tristeza, solidão, correria, doença ou até mesmo naqueles períodos românticos que a gente "só se quer amar, se quer amar", não são as saladas que abrem o nosso apetite. Pra mim pelo menos, quando busco aconchego para comer, ou seja, se quero algo bem confortável, penso num arroz grudadinho no fundo da panela com aquela gordurinha do cozimento do frango. Logo me vem também a imagem de um doce bem calórico à cabeça como um bolo de aniversário recheado com doce leite, coco e abacaxi ou ameixa.  Mas, eu sinto imenso prazer quando me alimento de saladas, sucos, carnes sem gordura e, principalmente, quando diminuo a quantidade de pães e massas. 

Constatado isso, não sei dizer ao certo porque a comida mediterrânea faz tanto a minha cabeça. Eu simplesmente a-do-ro! Quando se trata de pratos com características árabes, turcas ou libanesas, então, nossa!, me entrego totalmente. 

Ontem, portanto, foi dia de fazer uma salada com elementos dessa culinária. Fiz tabule, uma típica salada libanesa. Só que um pouco adaptado. Deu super certo! 


Tabule 

Ingredientes

1 xícara (chá) de farinha de quibe ou triguilho 
1 cebola pequena picada em brunoise
1 pepino médio com parte da casca 
1 tomate grande bem vermelho e firme 
alface americana picada
10 tomates cereja 
5 folhas de espinafre
1 fatia de queijo feta 
1 fatia de queijo minas curado picado

Para temperar: 

- azeite extravirgem, sal, pimenta do reino, limão siciliano e tahine

Modo de fazer

Demolhe a farinha de quibe por pelo menos uma hora, escorra a àgua e aperte bem para tirar todo o líquido. Corte o pepino, o tomate e os queijos em cubos regulares e similares. O tomate cereja pode ser partido ao meio. Pique a alface e o espinafre em chifonade (o corte da couve, bem fininho). Misture todos os ingredientes e tempere com os itens sugeridos. 

Ficou uma salada sensacional. Não tinha vontade de parar de comer. Leve, suculenta, com ingredientes bem combinados entre si, tudo de bom! 

O que faltou para ser um tabule convencional?  Hortelã, salsa e cebolinha. Eu fiz à noite, não tinha esses ingredientes em casa e não queria esperar até o dia seguinte pra comprar. A adaptação ficou ótima. 

Essa salada combina muito bem com homus, babaganuche, coalhada fresca, pão sírio, kafta. quibe. Hummm, isso já seria um banquete. 




foto: Tudo Gostoso
E é assim que a vida vai voltando ao normal. Ando fazendo muitas saladas, testando texturas e combinações e uma hora qualquer consigo publicar tudo por aqui, Em especial, as que acho que mais valem a pena. 

Comer bem é uma escolha. Assim como viver bem. Não depende do mundo, depende da vontade da gente. Pense. 



Leia também nesse blog: 


terça-feira, 15 de novembro de 2016

Comfort Food: Risoto


Clube das Comadres


Parece sofisticado, SQN! 

Risoto não precisa de ocasião especial para ser servido. É comfort food, ou seja, "aquele prato que nos remete às boas lembranças, seja ela da infância ou de uma época boa das nossas vidas", numa definição de Mauricio Barufaldi na sua publicação no Diário de Marília, em setembro de 2014.




Já na coluna de Hospitalidade e Gastronomia do Clube das Comadres , você verá como é simples sem deixar de ser delicado o preparo de um risoto de peras com queijo 
gorgonzola.

--- tags: risoto, pera com gorgonzola, receita de risoto,  #clubedascomadres

Saiba como o desafio de cozinhar com os ingredientes que têm à mão pode ser vencido triunfalmente!! No Clube das Comadres/ Colunistas/Hospitalidade e Gastronomia ou acesse diretamente o link. 





Leia também neste blog: