segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Massa negra com camarões e quiabo



Quem nunca viu uma massa negra ponha o dedo aqui!  Cada vez mais comuns as massas coloridas já não são mais novidade, o que não significa que estejam por toda parte. 





Tags: macarrão negro, talharim com tinta de lula, talharim negro com molho de camarão, camarão com quiabo, #ChapadaDiamantina 



Na semana passada, estivemos Silas e eu, mais uma vez, na Chapada Diamantina, em Lençóis, na Bahia. Fomos conhecer a Manuela, a mais nova lindeza da família, filha do Pablo e da Júlia, que nasceu em dezembro. Foi uma visita bem familiar que durou vários dias. Aproveitamos também pra visitar a Jade e a Nala no Vale do Capão.  

Para quem nunca esteve na Chapada, essa é uma boa sugestão de passeio pelo interior da Bahia.  Que terra linda, Deus do céu!  Vale um capítulo de viagem só pra contar as belezas que tem por lá. Mas fica pra outra vez que dessa o assunto é mesmo o macarrão com tinta de lula. 

Entre colinhos aqui e brincadeiras ali, tivemos, em família, as intermináveis discussões sobre o que iríamos comer. Bom é que tudo sempre acaba bem. E, às vezes, acaba até melhor que o esperado. 

Foi o que aconteceu no almoço em que um pacote de camarão surgiu ali nas minhas mãos para ser preparado de alguma forma. Olhando em volta e nas prateleiras da despensa, vi uns ninhas de massa negra, que o Pablo me explicou ser arte de uma moradora local: talharim com tinta de lula. 

Como o Silas é quem havia começado a cozinhar, eu só fiquei dando palpites. "Dê um susto no camarão para não emborrachar, corte os tomates frescos em pequenos pedaços, junte azeitonas verdes, refogue tudo..." até que a Jade foi taxativa: 

- Clau, você manda os cortes, a gente obedece, mas quem executa na panela é você!  

E aí assumi e fiz o rango. Deu no que verão a seguir. Espero que gostem. Ficou muito saboroso.


Massa negra com camarões e quiabo

 



Ingredientes

500 gramas de massa negra (talharim com tinta de lula) cozida "al dente"
500 gramas de camarões médios limpos 
2 colheres (sopa) de azeite extravirgem
1 cebola média picada em brunoise
2 dentes de alho amassados
200 gramas de quiabo cortado em pedaços médios (1,5 cm) 
1/2 xícara (chá) de azeitonas verdes picadas
300 gramas de tomates concassê* picados 
2 ramos de folhas de hortelã picadas

Temperos: sal, pimenta do reino, azeite, pimenta dedo de moça 


Modo de fazer 


Enquanto numa panela ferve a água e cozinha o macarrão, em outra, refogue a cebola e o alho. Acrescente ao refogado os camarões e o quiabo. Em seguida, acrescente as azeitonas e o tomate picadinho.  Refogue por cerca de 10 minutos para que todos os ingredientes se incorporem e formem um molho fresco e leve, cujos itens podem ser perfeitamente separados em cada garfada. 
Acerte o sal, a pimenta  e regue com mais azeite. 
Caso fique muito espesso, use um pouco da água do cozimento do macarrão no molho.
Misture a massa ao molho e sirva imediatamente. 

Se preferir, polvilhe queijo parmesão. Eu prefiro sem! Não gosto de camarão com queijo, acho que não combina muito. 


Dicas:  

  • Como o quiabo nem sempre é fácil para os cozinheiros novatos, ele pode ser colocado primeiramente no vapor para que cozinhe e garanta que não vai soltar a sua famosa baba. Então é adicionado ao preparo. 
  • A hortelã foi uma substituição fortuita, mas a ideia inicial era usar manjericão. Valeu a troca! 
  • O tomate pode ser usado com pele e semente, mas vai soltar casca conforme cozinha. Isso não deixa o prato o bonito, mas não interfere muito no sabor, não.
  • Harmonize esse prato com vinho branco ou rosado bem geladinho. Também vale um espumante ou um vinho verde. 

Gostou desse conteúdo? 

Compartilhe! 

Blogs se alimentam de comentários. Deixe o seu! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário