sexta-feira, 14 de abril de 2017

Páscoa: bolo de chocolate


Clube das Comadres



Como será a comemoração da Páscoa para você? Um almoço em casa com a família e os amigos ou uma celebração em casa de amigos ou parentes? 

Não importa se vai receber ou ser recebido, aqui tem uma dica gastronômica nota 10 pra você fazer bonito demais!  

Encontre esse post completo também no site do Clube das Comadres na área dos Colunistas em Hospitalidade e Gastronomia ou acessando diretamente o link.


--- tags: bolo de chocolate, bolo de Páscoa, sobremesa, hospitalidade, almoço de família, família, #clubedascomadres


                                             


Leia o texto na íntegra:





Um bolo para comemorar o encontro hospitaleiro



Vai receber a família e os amigos em casa na Páscoa? Ou você é o convidado e, portanto, vai à casa da sua mãe, sogra, dos cunhados ou de amigos para curtir o feriado prolongado? 

Não importa de qual lado da relação a gente está, sempre há pequenos gestos que nos parecem automáticos, fazemos mesmo sem pensar, e eles sinalizam e caracterizam uma relação de hospitalidade. 
Seja o anfitrião, que é quem abre a porta de casa para receber o outro, ou o hóspede ou convidado, ambos assumem papeis que contém regras intrínsecas sobre essa relação tão complexa e ao mesmo tempo trivial que se expressa a partir do encontro entre pessoas. 

Talvez, então, a hospitalidade possa ser definida como o conjunto de atitudes e regras que obedecemos quando recebemos alguém em nossa casa ou quando somos recebidos na casa de alguém. 


No estudo da hospitalidade, no entanto, cabem também outros fundamentos.  Ao  transpor o encontro hospitaleiro doméstico para os domínios comercial e público, também tratamos dessas relações recíprocas, mas esses são assuntos para outras reflexões. Em outro momento, posso escrever sobre elas. 


Hoje, o assunto é a Páscoa e o encontro hospitaleiro que essa festa religiosa nos dá a chance de vivenciar.  Apesar de o Natal ser a data comercial mais celebrada, a Páscoa é a mais importante festa religiosa do ano para os cristãos e também para os judeus, muito embora as datas não coincidam nas duas religiões. 


Aqui no Brasil, como temos uma tradição de presentear as pessoas com ovos de chocolate nessa data, uma sugestão para quem vai receber pessoas em casa ou foi convidado para participar de um almoço ou jantar nesse período, uma sugestão para oferecer ou levar para a sobremesa é o bolo de chocolate, que pode ser simples, com cobertura ou sem e recheado ou não.  


Há alguns anos, aprendi num tutorial de internet a fazer o bolo mais fácil e versátil do mundo.  Ele serve como base para outras receitas ou pode ser consumido como o bolo da vovó, aquele que só acompanha o café ou o chá. 


A Júlia, uma das minhas noras (eu tenho três), me disse que nunca acertava um bolo até ter tentado fazer esse.  Segundo ela, sempre dá certo. Eu concordo.  

 Bolo de chocolate


Ingredientes 


4 ovos inteiros
1 e 1/2 xícara (chá) de açúcar
1/2 xícara (chá) de óleo
1 xícara (chá) de chocolate em  pó (não achocolatado)
2 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de água fervendo
1 pitada de sal
1 colher (sopa) de fermento ou de bicarbonato de sódio



Modo de fazer



Numa tigela grande coloque os ovos, o açúcar, o óleo, o chocolate em pó e a farinha de trigo. Misture bem e, em seguida, acrescente a água fervendo e a pitada de sal. Não é preciso bater a massa desse bolo, só mexer para que os ingredientes se juntem. Ao final, acrescente o fermento ou, se preferir e quiser que fique bem escurinho depois de pronto, em lugar do fermento use bicarbonato de sódio. Leve ao forno pré-aquecido em 180 graus, por 35 minutos. Deixe esfriar e desenforme. 

Sobre o bolo mais fácil de fazer do mundo - 

Eu publiquei a receita desse bolo no Blog da Gavioli há dois anos. Até hoje é um dos posts mais lidos do blog.  Se quiser dar uma olhada nas dicas daquela postagem, segue o link. Para quem achou que esse bolo é muito básico, eu digo que é mesmo. Por isso, a partir dele podemos fazer modificações extraordinárias.  Por exemplo, pense na possibilidade de:  recheá-lo com um creme de nozes ou com geleia de damasco, ficaria irresistível...

cortá-lo em pedaços retangulares ou em losangos e cobrir pedaço a pedaço, como fazemos com o pão de mel, com chocolate derretido, não seria demais?

usá-lo como base para uma torta do tipo chiffon, cujos recheio e cobertura são feitos com manteiga e chocolate; 

assá-lo em forminhas de cupcake, retirando-o pouco antes de terminar o cozimento para servir como um petit gateau com  calda de hortelã e chantilly. 

esfarelar o bolo pronto e frio para que se incorpore numa receita de terrine de morangos; distribuir gotas de chocolate branco ou pedaços de castanha de caju na massa antes de levar ao forno para ter um outro bolo, ainda mais saboroso. Basta soltar a imaginação. Eu, por exemplo, amo bolo prestígio, então uso esse bolo e faço brigadeiro e beijinho. O primeiro para cobrir, o segundo para rechear. 

Tem erro? Não!!! 

Como nessa coluna Gastronomia & Hospitalidade caminham juntas, espero que esse bolo seja uma boa dica para retribuir a hospitalidade de alguém que o receberá em casa nessa Páscoa. Ou que você possa fazer para ofertar algo realmente saboroso para os seus convidados. 

Boa Páscoa! 


Leia também neste blog: 



Curta a página do blog no Facebook: @blogdagavioli 

Gostou do texto? Compartilhe! Comente. Blogs de comida (assim como os demais) se alimentam de comentários. Deixe sua opinião. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário