quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Comida é sempre assunto

Lá em casa! 


Fevereiro é mês de Carnaval. Há quem queira cair na folia e também quem aproveita os dias para um descanso merecido. Dias quentes com aquela chuvinha (ou tempestade) esperada no fim da tarde, no verão, o astral é sempre pra cima. 

Na edição do mês da Revista Regional, além da alegria dos foliões tem também a alegria dos ituanos, já que é aniversário da cidade no dia 2. Por isso, há um cuidado especial dos editores da revista em falar sobre a história e o patrimônio dessa minha querida Itu natal. 

 coluna Lá em casa de fevereiro é sobre comida. Comer, falar de comida, escolher o que aprecia, pensar em receitas, ter lembranças de pratos que marcaram nossas vidas... Hummm... 

Leia a coluna que traz uma receita deliciosa de massa negra com camarões e aproveite a revista toda, que está comemorativa. 


Se preferir, leia o texto na íntegra aqui no blog mesmo. Compartilhe, deixe seus comentários. Um blog vive de quem o lê e compartilha opiniões. 



Siga a página do Facebook.  





Comida é sempre assunto



Quando os amigos ou a família se juntam por uns dias, pode ter certeza que, parte do tempo, as pessoas vão usar para falar de comida, decidir o que todos vão querer comer, quem vai comprar ou preparar, cuidar de arrumar a mesa ou lavar a louça.

Hoje, ao começar escrever essa coluna, me lembrei de uma ocasião em que estávamos em família na Chapada Diamantina. Tínhamos ido visitar a neta recém-nascida do meu marido que é baiana. Nasceu no Capão. Para quem não conhece a Bahia, essa é uma boa sugestão de passeio.  Que terra linda, Deus do céu!  Vale um capítulo de viagem só pra contar as belezas que tem por lá, mas fica pra outra vez que dessa o assunto é mesmo o encontro entre as pessoas e um macarrão com tinta de lula. 


Entre colinhos aqui e brincadeiras ali, tivemos as intermináveis discussões sobre o que comer. Bom é que tudo sempre acaba bem. E, às vezes, acaba até melhor que o esperado. 

Isso ocorreu quando um pacote de camarão surgiu a minha frente para ser preparado. Logo avistei na despensa uns ninhos de massa negra, um talharim com tinta de lula, arte de uma moradora local.  

Eis o resultado.


Massa negra com camarões e quiabo

Ingredientes

500 gramas de massa negra (talharim com tinta de lula) cozida "al dente"

500 gramas de camarões médios limpos 
2 colheres (sopa) de azeite extravirgem
1 cebola média picada em brunoise
2 dentes de alho amassados
200 gramas de quiabo cortado em pedaços médios (1,5 cm) 
1/2 xícara (chá) de azeitonas verdes picadas
300 gramas de tomates concassê* picados 
2 ramos de folhas de hortelã picadas

Temperos: sal, pimenta do reino, azeite, pimenta dedo de moça 


Modo de fazer 

Enquanto numa panela ferve a água e cozinha o macarrão, em outra, refogue a cebola e o alho. Acrescente ao refogado os camarões e o quiabo. Em seguida, as azeitonas e o tomate picadinho. Refogue por 10 minutos para que os ingredientes se incorporem e formem um molho fresco e leve, cujos itens podem ser perfeitamente separados em cada garfada. Acerte o sal, a pimenta  e regue com mais azeite. Caso fique muito espesso, use um pouco da água do cozimento do macarrão no molho. Misture a massa ao molho e sirva imediatamente. 


Dicas:
Para quem é novato, o quiabo pode ser posto primeiro no vapor para cozinhar e garantir que não vai soltar a sua famosa baba, depois é adicionado ao preparo. 
Se o tomate for usado com pele e semente vai soltar a casca ao cozinhar, isso não interfere no sabor, mas na aparência.

Harmonize o preparo com vinho branco ou rosado gelado.

*concassê=sem pele e sem sementes 


******

Nenhum comentário:

Postar um comentário