Mostrando postagens com marcador Clau assina. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Clau assina. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Comida é sempre assunto

Lá em casa! 


Fevereiro é mês de Carnaval. Há quem queira cair na folia e também quem aproveita os dias para um descanso merecido. Dias quentes com aquela chuvinha (ou tempestade) esperada no fim da tarde, no verão, o astral é sempre pra cima. 

Na edição do mês da Revista Regional, além da alegria dos foliões tem também a alegria dos ituanos, já que é aniversário da cidade no dia 2. Por isso, há um cuidado especial dos editores da revista em falar sobre a história e o patrimônio dessa minha querida Itu natal. 

 coluna Lá em casa de fevereiro é sobre comida. Comer, falar de comida, escolher o que aprecia, pensar em receitas, ter lembranças de pratos que marcaram nossas vidas... Hummm... 

Leia a coluna que traz uma receita deliciosa de massa negra com camarões e aproveite a revista toda, que está comemorativa. 


Se preferir, leia o texto na íntegra aqui no blog mesmo. Compartilhe, deixe seus comentários. Um blog vive de quem o lê e compartilha opiniões. 



Siga a página do Facebook.  



quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Verão é tempo de conviver


Lá em casa! 

E assim começamos o ano de 2018. Cheios de esperanças renovadas. Como é verão, a Revista Regional vem com uma edição fantástica, cheia de cor e alegria. Você não vai perder, vai? 




 coluna Lá em casa de janeiro é sobre o resgate da convivência e do uso do espaço público. Ah! E tem uma receita deliciosa e muito versátil.  A ideia, como sempre digo, é tornar a vida mais feliz. 

Leia a coluna e aproveite a revista toda, que está com a cara e a cor do Brasil. 


Se preferir, leia o texto na íntegra aqui no blog mesmo. Compartilhe, deixe seus comentários. Um blog vive de quem o lê e compartilha opiniões. 



Siga a página do Facebook.  


quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Refresque-se com sopa


Essa é uma dica de receita prática para os dias de calor. Faça e deguste! Você vai se impressionar. 

Artigo publicado no portal Plena Mulher e no site Itu.com.br coluna Gastronomia & Hospitalidade, por Clau Gavioli em 9/dezembro/2017. 



Se preferir, acesse o mesmo conteúdo aqui no blog. Texto na íntegra a seguir. 


quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Todo ano a mesma coisa


Lá em casa! 


Como prometido há alguns dias, a coluna Lá em casa de dezembro traz um pouco de gastronomia para as festas de fim de ano. Aproveite esse tempo que é corrido mas também cheio de reflexões. Pense o que está bom e o que pode melhorar na sua vida. Vem aí um ano novinho em folha pra gente recomeçar!!!

Só não deixe de curtir a Revista Regional,   que está cheia de ideias criativas para o fim do ano. 

Ah! E que tal fazer uma doação para alguma instituição que necessita para contribuir de coração no período do Natal? Na edição de dezembro tem uma lista para escolher quem você vai ajudar. Aproveite a chance e crie um novo hábito! 



Felizes dias de festa neste 2017 que logo acaba! 



Se preferir, leia o texto na íntegra aqui no blog mesmo. Compartilhe, deixe seus comentários. Um blog vive de quem o lê e compartilhe opiniões. 

Siga a página do Facebook.  








segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Simplicidade


Lá em casa! 


Sabe que nem vi o mês de novembro passar? Foram tantas atividades e viagens que não consegui nem postar essa delícia de edição da Revista RegionalMas o que é bom é também atemporal, então, ainda dá tempo de ler a edição de novembro. Nos próximos dias, posto o artigo da revista de dezembro. Combinado?  

 coluna Lá em casa de novembro fala do que é simples. A ideia é tornar a vida mais feliz. Isso também é hospitalidade!  

Leia a coluna e aproveite a revista toda, que está com a cara e a cor do Brasil. 

Se preferir, leia o texto na íntegra aqui no blog mesmo. Compartilhe, deixe seus comentários. Um blog vive de quem o lê e compartilha opiniões. 

Siga a página do Facebook.  







sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Para casar: Gastronomia e Hospitalidade

Lá em casa! 


Para quem nos acompanha aqui pelo blog ou lendo as colunas da Revista Regional, já nem é novidade. Vamos continuar com o assunto casamento.

 coluna Lá em casa de outubro traz princípios básicos de hospitalidade que, para quem quer casar com festa, não podem ser esquecidos. 


Leia a coluna, mas não deixe de dar aquela olhada na revista porque vale a pena. Como todos os meses, uma celebridade na capa. Em outubro: Regina Duarte, uma grande estrela brasileira.

Se preferir, leia o texto na íntegra aqui no blog mesmo. Compartilhe, deixe seus comentários. Um blog vive de quem o lê e compartilhe opiniões. 


Siga a página do Facebook.  




Leia aqui o texto na íntegra: 

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Hospitalidade e Gastronomia de Pirenópolis em Goiás


Revista Bem Mulher, edição número 11



Esta semana saiu edição 11 da revista Bem Mulher. Em Gastronomia & Hospitalidade, coluna que assino, desvendo a joia do Goiás para quem ainda não a conhece: Pirenópolis, uma cidade encantadora de gente muito hospitaleira. 

tags: PirenópolisGoiásgastronomia do cerradobacalhau da Bibba,  #revistabemmulher 



Pirenópolis - Uma joia no centro do Brasil





(Se preferir, leia aqui matéria na íntegra) 

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

sábado, 23 de setembro de 2017

Festa da comunidade, doces e mais

Para quem, como eu, cresceu numa cidade pequena e interiorana, dia de santo leva a festa de igreja que tem que ter quermesse. Onde já se viu uma festa de Santa Rita ou do Divino sem barraquinhas de pastel, cachorro quente, churrasco, pescaria, roleta e, claro, doces? 

Itu agora já não é mais uma cidade "assim tão pequena", mas já foi e nem faz tanto tempo. Embora muita gente tente esquecer,  no fundo não há como não guardar na memróia um senso de comunidade que é proprio de quem teve esse contato desde criança.

Desde o mês passado, soube pela minha mãe, que é vicentina (faz parte da comunidade de São Vicente de Paulo), que ela seria responsável pela barraca de doces da festa anual que ocorre na Vila Vicentina para angariar fundos para a manutenção dos asilos de idosos que essa comunidade mantém e administra.

- tags: vila vicentina,doces,comunidade,festa de igreja

Assim que foi escalada para função, o assunto mudou na casa dela. Todos nós na família começamos a conversar sobre como conseguir recursos, quais tipos de doces seriam vendidos, quem poderia doar o quê e a nossa energia ficou, digamos, mais açucarada... mais docinha!

Depois de combinações e acertos entre os organizadores da festa, minha mãe tinha na cabeça a linha a ser seguida para fazer sucesso com a barraca de guloseimas. Muitos amigos nossos (alguns bem próximos, outros nem tanto) se prontificaram a contribuir. Houve quem se comprometeu com  sobremesas para serem vendidas em peças inteiras e, outras, para serem porcionadas ou já em unidades de consumo individual.

Teve quem mandou pudim, manjar, caçarola italiana,  torta, bolo recheado e confeitado, docinhos como brigadeiros e beijinhos, tortinhas, canoles com recheio de coco, arroz doce, suspiro, sonho e, pasmem!, a festa ganhou um freezer cheio de picolés e muitos doces mineiros, daqueles cristalizados e também do tipo doce de leite durinho com coco ou chocolate e amendoim... Hummmm, tudo um acinte ao regime de poucas calorias...  Tudo pra gente pensar se a festa é do santo ou do diabo que engorda a gente só de olhar! 







A festa começou ontem, dia 22, e vai até amanhã, domingo, 24 de setembro. Ah! Claro que não tem só barraca de doce, tem cachorro quente, pastel, churrasquinho, pizza e, na parte do entretenimento, música para animar, crianças brincando e gente de coração voluntário para trabalhar em prol de uma causa necessária para a sociedade. 

Já que estudo gastronomia e hospitalidade, minha atenção anda sempre voltada a entender o que motiva tanto as pessoas pra participar de atividades comunitárias como essa da Vila. As festas de comunidades paroquiais dão senso de pertencimento e identidade aos que dela participam. São instrumentos sociais que dão oportunidade aos indivíduos de pertencer a um local,  ou seja, de ser parte e poder contribuir, fazer o seu pedaço ou a diferença, de ver e ser visto, de se reconhecer como membro da comunidade. Não me refiro a vaidade e poder, mas a reconhecimento de si mesmo.

Sem muita filosofia,  essa relação comunitária faz é muito bem à saúde. Quando a gente participa fica mais forte e se sente presente.  

Ainda esta semana, numa aula, refletíamos sobre a comunidade e a sociedade: a primeira é boa, inclusiva, empoderadora. A segunda é o que é há de mau, aquilo que a gente critica...  Mas a sociedade só muda pra melhor se a comunidade estiver integrada e der chance para que as mudanças positivas que todos buscam ocorram.  

Participar não é só doar o tempo e os doces. É também ir até lá desfrutando daquilo que foi preparado para a comunidade. Cada real gasto num docinho é o reconhecimento do trabalho do outro pelo outro ainda. Traduzindo, quando você vai lá e compra uma cocada ou um pedaço de pudim, além de se deliciar e se adoçar, reconhece a importância de quem dou um pouco de si para atender os velhinhos que precisam de auxílio quando estão num asilo. 

É por aí que a coisa vai, vira um ciclo virtuoso. Então, esse é um convite. Se não tiver programa pra hoje à noite ou amanhã para almoçar, dê uma passada lá na festa da Vila Vicentina. Olhe as pessoas nos olhos, cumprimente, converse, reconheça o seu vizinho que na correria do dia a dia você nem vê. Reconheça-se! Pertença! 

Essa é a dica.  

Se for até lá, vai me encontrar vendendo doces e fazendo amigos! 

Ah! Achei aqui mesmo no Itu.com.br um link com as informações da festa.


(texto publicado na coluna Gastronomia & Hospitalidade em 23/09/2017 do site Itu.com.br)

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Recepção de Casamento ou Bodas

Gastronomia e Hospitalidade - Lá em casa!


Na edição deste mês de primavera, vamos falar do que está na moda: casar! 

 coluna Lá em casa da  Revista Regional de setembro aborda as festas de casamento, um evento que junta Gastronomia e Hospitalidade.

Leia a coluna, mas não deixe de dar aquela olhada na revista porque vale a pena. Na capa a bela da vez: Camila Queiroz.

Se preferir, leia o texto na íntegra aqui no blog mesmo.

Caso goste dos conteúdos, siga o blog. Cadastre-se e receba todos os posts assim que forem publicados. Deixe também suas impressões nos comentários. 

Siga a página do Facebook.  









Leia aqui o texto na íntegra: 


quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Receita de Goulash




Para quem, como eu, é fã do Clube das Comadres, já está na coluna Gastronomia & Hospitalidade a receita de goulash, um prato muito comum na Hungria que leva páprica, legumes e carnes.  Como viajei pra lá nessas férias, resolvi testar a receita e fazer algumas adequações para o paladar aqui de casa.  

Não perca a chance de entrar no clube para dar uma olhada nas dicas que vêm com a receita e aproveite para se aventurar numa plataforma cheia de informações que podem ser muito relevantes para o seu dia a dia. 


É um prazer fazer parte do Clube das Comadres! 



--- tags: goulash, comida húngara, receita de goulasg, #clubedascomadres


                                             



Se preferir ler aqui no blog, esse conteúdo está disponível aqui

Leia também: Comfort food






quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Portal Plena Mulher: Festa de Casamento



Para casar: Hospitalidade e Gastronomia


Artigo publicado no portal Plena Mulher, coluna Gastronomia & Hospitalidade, por Clau Gavioli em 09/agosto/2017. 


Se preferir, acesse o mesmo conteúdo aqui no blog


Bolo Salgado - Comfort Food



Hummmm... que cheirinho bom...

Quem não se lembra daquela festinha da escola em que cada pessoa tinha que levar um prato?  

Se veio alguma imagem à sua memória, deve se lembrar também que o bolo salgado aparecia em várias versões. 




Havia um bem molhadinho, outro nem tanto, tinha os de massa mais lisa, outros mais fofos. Alguns vinham com excesso de recheios, outros com menos, quase só massa. Podiam ser frios ou mais quentinhos, com queijo derretido, com presunto, atum, sardinha, milho verde, azeitonas, cebola, tomate, infinitas variações e combinações super esdrúxulas muitas vezes. Mas, que lembrança boa, não? 


tags: receita, bolo salgado, comida de casa, comfort food, comida de mãe


Bolo salgado é comfort food, isto é, comida que traz conforto.  Eu me lembro de várias vezes que minha mãe fazia um bolo salgado e enchia a casa com aquele cheiro delicioso da massa assando. Quando ficava pronto era uma delícia fosse qual fosse o recheio. A gente comia os pedaços ainda quentes, mas, caso sobrasse alguma parte na assadeira, horas depois, aquela mesma comida ganhava outra textura, parecia outro sabor, e, ainda assim, era muito bom!

Admito que uma das coisas que eu, pessoalmente, não curto é a textura de alguns ingredientes quando o bolo salgado esfria. Entre eles, especificamente, a cenoura, o tomate e a cebola, quando estão no bolo que é servido frio, não me agradam. Em compensação, os recheios que levam abobrinha, cogumelos e palmito quando esfriam ficam ótimos para o meu paladar. Mas isso é só uma questão de gosto. Há quem aprecie muito os mesmos ingredientes com temperaturas diferentes. O que interessa é experimentar, às vezes, a gente se surpreende. 

(Se preferir, acesse esse conteúdo completo no site do Clube da Comadres, aproveite para conhecer. Clique aqui.)




Receita de Bolo Salgado

Massa

Ingredientes

2 ovos inteiros
250 ml de leite
100 ml de óleo de girassol ou milho
1 xícara (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 pitada de sal

Sugestão de recheio

1/2 maço de cheiro verde (salsa e cebolinha)
1 cebola pequena
6 azeitonas verdes sem caroço
6 anchovas 
100 gramas de muçarela
1 tomate concassê*


Modo de fazer

Massa:  Bata todos os ingredientes no liquidificador. 
Recheio: Pique todos os ingredientes em cubos do mesmo tamanho e misture-os. 

Montagem: Numa assadeira untada e polvilhada, intercale uma camada de massa com uma de recheio e outra de massa. Polvilhe com queijo parmesão ralado e farinha de rosca. Leve para assar em forno previamente aquecido a 180 graus por 40 minutos.

Espere amornar para cortar em pedaços e servir.  





Bons usos  


  • Combina bem para acompanhar sopas cremosas ou caldos no inverno
  • Fica ótimo para ser servido ao lado de uma salada à base de folhas verdes com molho cítrico ou vinagrete 
  • Pode ser uma excelente ideia para o lanche das crianças, em especial, quando estão brincando e têm que interromper a brincadeira para comer. Recheios como salsicha ou presunto e queijo ou mesmo legumes bem variados e coloridos agradam ao paladar infantil
  • Numa festa com amigos, como um coquetel, pode ser servido em pequenos pedaços como finger food  . Dá também para fazer cortes em losangos ou cortar com forminhas como estrelas ou pequenas circunferências 
  • Dá pra manter pedaços na geladeira para matar a fome a qualquer hora sem ter que pensar em fazer outra comida. Dura uns três dias na geladeira facilmente.
  • Para levar como lanche no trabalho também funciona super bem e, claro, na festinha da escola não pode faltar! 


Esse é um preparo caseiro. Mesmo que a gente coma bolo salgado na rua ou em alguma lanchonete e até mesmo num buffet, essa é uma comida caseira. 

Hoje, minha ideia de publicar essa receita tem muito a ver com uma sensação de saudade na alma. Comida ajuda a gente a se transportar no tempo, a afastar o medo, a se sentir um pouco mais seguro porque acalenta o coração. 

Procurando os motivos, deve ser porque na infância, o que nos é oferecido para comer quase sempre vem assoprado pelo carinho da mãe ou do pai, às vezes, da avó, da madrinha, ou de alguém que gosta da gente.  Por isso, acredito que associamos algumas comidas com segurança, com amor. 

Quando preciso de raiz, de chão, e também quando quero dar amor vou pra cozinha. Faço muito isso. 
Gosto de cozinhar para os meus, sempre busco alimentar minhas crianças (tenho várias, o Rafael, a Nala, a Helena, a Manuela)  e encho de amor qualquer preparo que faço para elas.  

Que tal o bolo salgado esta noite? É bem fácil e familiar. Vale a pena. Fica a dica! 


*concassê = tomates sem pele e sem semente 


Sobre o Clube das Comadres - O Clube das Comadres é um site de amplo conteúdo direcionado às mulheres que querem se manter atualizadas no universo feminino. O portal apresenta lançamentos de produtos e serviços que visam facilitar o dia a dia e oferecer mais beleza, conforto e facilidades à mulher. Mais que isso, o Clube das Comadres traz colunistas para temperar um conteúdo jornalístico de notícias, entrevistas e análises exclusivo produzido por uma equipe de jornalistas de alta categoria. Tudo sem deixar de lado a cobertura do mundo dos famosos da TV e orientações de especialistas de áreas como saúde, beleza, moda, família, culinária e muito mais. O Clube das Comadres espera por você.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Hóspedes em casa

Gastronomia e Hospitalidade - Lá em casa!



Chegou a última edição!! A capa não podia ser mais atraente...




Revista Regional do mês de agosto, como sempre, chega com novidades ótimas. 

Pra você que, como eu, costuma ter hóspedes para dormir, a minha coluna Lá em casa sobre Gastronomia e Hospitalidade traz algumas dicas fáceis de seguir e que facilitam a sua vida e a dos seus convidados.

Ao ler a coluna, aproveite a chance para a conhecer a revista . Neste mês, Cauã Raimond é o homem da capa, já que é o mês dos pais. 

Se preferir, leia o texto na íntegra aqui no blog mesmo.

Gostando dos conteúdos, acompanhe os posts do blog, cadastre-se! Conte para os amigos, comente! Um blog é feito de comentários, eles são sempre bem-vindos! 


Leia aqui o texto na íntegra: 



terça-feira, 18 de julho de 2017

Questão de boa hospitalidade

Gastronomia e Hospitalidade - Lá em casa!



Desculpem-me a ausência dos últimos dias, meus amados leitores. Estive viajando desde o dia 29/06. Cheguei ontem.  E já tenho novidades ótimas para compartilhar. 


Foi publicada a Revista Regional do mês de julho e está lá a minha coluna Lá em casa sobre gastronomia e hospitalidade

Desta vez, o assunto é sobre bem receber pessoas em casa, preparando-se para isso. Cuidados com a casa e pequenas providências como um breve rearranjo na agenda de trabalho pode facilitar muito a sua vida e a dos seus hóspedes ou convidados. 

Não deixe de conhecer a revista . É uma graça. Cheia de boas matérias com excelente astral. Neste mês, a querida atriz Lilia Cabral está na capa. Que honra! Mas, se preferir, leia o texto na íntegra aqui no blog mesmo.

Como disse no mês passado, sinto dupla satisfação ao publicar na Revista Regional: escrevo para quem amo (meus conterrâneos) sobre os assuntos que também amo. Uma alegria! 



Leia aqui o texto na íntegra: 



sexta-feira, 16 de junho de 2017

Vinho Quente: item de Festa Junina

Clube das Comadres




Em pleno mês das festas de Santo Antonio, São João e São Pedro, a gente não pode deixar a tradição de lado. Mas... Que tal uma inovação? Ah! Nem chega a ser novidade, é só mesmo uma variação. 

Encontre esse post completo também no site do Clube das Comadres na área dos Colunistas em Hospitalidade e Gastronomia ou acessando diretamente o link.


--- tags: festa junina, vinho quente, vinho branco quente,  #clubedascomadres


                                             


Leia o texto na íntegra:


terça-feira, 6 de junho de 2017

Você já fez pão?


Coluna Lá em casa sobre Gastronomia e Hospitalidade


A partir deste mês de junho, eu assino uma nova coluna sobre gastronomia e hospitalidade na Revista Regional, uma publicação da região de Itu, Salto e Indaiatuba

Agradeço essa oportunidade ao editor Renato Lima, que, muito generosamente, me abriu as "páginas" da revista. 

Você deve estar se perguntando, mas o que tem a ver gastronomia com hospitalidade... Tudo! Nossa ideia é que, a cada mês, os leitores da revista, encontrem algumas dicas fáceis, simples e, por isso mesmo, valiosas sobre assuntos que fazem aquela diferença básica nas nossas vidas quando o assunto é bem receber. E comida, claro, não pode faltar. 

Nessa primeira publicação, o tema escolhido para a coluna é pão! Atiçou a sua curiosidade? Não perca a chance de conhecer a revista ou, se preferir leia o texto na íntegra aqui no blog. 

Para mim, é uma satisfação dupla escrever mensalmente na Revista Regional: escrever para os meus conterrâneos regionais sobre os assuntos que mais amo estudar. Só posso estar feliz! 


Leia aqui o texto na íntegra: 

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Capeletti in brodo, a hospitalidade tem sabor


Clube das Comadres


A hospitalidade, muitas vezes, é sinônimo de acolhimento.

Há momentos na vida da gente em que tudo de que precisamos é um abraço amigo, um olhar ou uma sopa quentinha para arrefecer tristezas. É nessa hora que a hospitalidade tem sabor. Sabor de capeletti in brodo. 

Encontre esse post completo também no site do Clube das Comadres na área dos Colunistas em Hospitalidade e Gastronomia ou acessando diretamente o link.


--- tags: ocapeletti in brodo, hospitalidade, acolhimento, cuidado, aquecer a alma e o coração,  #clubedascomadres


                                             


Leia o texto na íntegra:


sexta-feira, 14 de abril de 2017

Páscoa: bolo de chocolate


Clube das Comadres



Como será a comemoração da Páscoa para você? Um almoço em casa com a família e os amigos ou uma celebração em casa de amigos ou parentes? 

Não importa se vai receber ou ser recebido, aqui tem uma dica gastronômica nota 10 pra você fazer bonito demais!  

Encontre esse post completo também no site do Clube das Comadres na área dos Colunistas em Hospitalidade e Gastronomia ou acessando diretamente o link.


--- tags: bolo de chocolate, bolo de Páscoa, sobremesa, hospitalidade, almoço de família, família, #clubedascomadres


                                             


Leia o texto na íntegra:


domingo, 9 de abril de 2017

Lembranças Saborosas


Revista Bem Mulher, edição número 10



Na sexta passada foi publicada a décima edição da revista Bem Mulher. Na coluna de Gastronomia & Hospitalidade um pouco da minha relação com os cadernos de receitas. Sou louca por eles!  Eu me lembro de muitas histórias em que essas anotações sobre como fazer um determinado prato foram mais do que simples folhas sobre as quais se escreveram ingredientes e preparos. Eles carregam emoções que, muitas vezes, nem nos damos conta... 

tags: caderno de receitas, lembrança, memória, modo de fazer, #revistabemmulher 







(Se preferir, leia aqui matéria na íntegra)