Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta Comfort food. Classificar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta Comfort food. Classificar por data Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Bolo Salgado - Comfort Food



Hummmm... que cheirinho bom...

Quem não se lembra daquela festinha da escola em que cada pessoa tinha que levar um prato?  

Se veio alguma imagem à sua memória, deve se lembrar também que o bolo salgado aparecia em várias versões. 




Havia um bem molhadinho, outro nem tanto, tinha os de massa mais lisa, outros mais fofos. Alguns vinham com excesso de recheios, outros com menos, quase só massa. Podiam ser frios ou mais quentinhos, com queijo derretido, com presunto, atum, sardinha, milho verde, azeitonas, cebola, tomate, infinitas variações e combinações super esdrúxulas muitas vezes. Mas, que lembrança boa, não? 


tags: receita, bolo salgado, comida de casa, comfort food, comida de mãe


Bolo salgado é comfort food, isto é, comida que traz conforto.  Eu me lembro de várias vezes que minha mãe fazia um bolo salgado e enchia a casa com aquele cheiro delicioso da massa assando. Quando ficava pronto era uma delícia fosse qual fosse o recheio. A gente comia os pedaços ainda quentes, mas, caso sobrasse alguma parte na assadeira, horas depois, aquela mesma comida ganhava outra textura, parecia outro sabor, e, ainda assim, era muito bom!

Admito que uma das coisas que eu, pessoalmente, não curto é a textura de alguns ingredientes quando o bolo salgado esfria. Entre eles, especificamente, a cenoura, o tomate e a cebola, quando estão no bolo que é servido frio, não me agradam. Em compensação, os recheios que levam abobrinha, cogumelos e palmito quando esfriam ficam ótimos para o meu paladar. Mas isso é só uma questão de gosto. Há quem aprecie muito os mesmos ingredientes com temperaturas diferentes. O que interessa é experimentar, às vezes, a gente se surpreende. 

(Se preferir, acesse esse conteúdo completo no site do Clube da Comadres, aproveite para conhecer. Clique aqui.)




Receita de Bolo Salgado

Massa

Ingredientes

2 ovos inteiros
250 ml de leite
100 ml de óleo de girassol ou milho
1 xícara (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 pitada de sal

Sugestão de recheio

1/2 maço de cheiro verde (salsa e cebolinha)
1 cebola pequena
6 azeitonas verdes sem caroço
6 anchovas 
100 gramas de muçarela
1 tomate concassê*


Modo de fazer

Massa:  Bata todos os ingredientes no liquidificador. 
Recheio: Pique todos os ingredientes em cubos do mesmo tamanho e misture-os. 

Montagem: Numa assadeira untada e polvilhada, intercale uma camada de massa com uma de recheio e outra de massa. Polvilhe com queijo parmesão ralado e farinha de rosca. Leve para assar em forno previamente aquecido a 180 graus por 40 minutos.

Espere amornar para cortar em pedaços e servir.  





Bons usos  


  • Combina bem para acompanhar sopas cremosas ou caldos no inverno
  • Fica ótimo para ser servido ao lado de uma salada à base de folhas verdes com molho cítrico ou vinagrete 
  • Pode ser uma excelente ideia para o lanche das crianças, em especial, quando estão brincando e têm que interromper a brincadeira para comer. Recheios como salsicha ou presunto e queijo ou mesmo legumes bem variados e coloridos agradam ao paladar infantil
  • Numa festa com amigos, como um coquetel, pode ser servido em pequenos pedaços como finger food  . Dá também para fazer cortes em losangos ou cortar com forminhas como estrelas ou pequenas circunferências 
  • Dá pra manter pedaços na geladeira para matar a fome a qualquer hora sem ter que pensar em fazer outra comida. Dura uns três dias na geladeira facilmente.
  • Para levar como lanche no trabalho também funciona super bem e, claro, na festinha da escola não pode faltar! 


Esse é um preparo caseiro. Mesmo que a gente coma bolo salgado na rua ou em alguma lanchonete e até mesmo num buffet, essa é uma comida caseira. 

Hoje, minha ideia de publicar essa receita tem muito a ver com uma sensação de saudade na alma. Comida ajuda a gente a se transportar no tempo, a afastar o medo, a se sentir um pouco mais seguro porque acalenta o coração. 

Procurando os motivos, deve ser porque na infância, o que nos é oferecido para comer quase sempre vem assoprado pelo carinho da mãe ou do pai, às vezes, da avó, da madrinha, ou de alguém que gosta da gente.  Por isso, acredito que associamos algumas comidas com segurança, com amor. 

Quando preciso de raiz, de chão, e também quando quero dar amor vou pra cozinha. Faço muito isso. 
Gosto de cozinhar para os meus, sempre busco alimentar minhas crianças (tenho várias, o Rafael, a Nala, a Helena, a Manuela)  e encho de amor qualquer preparo que faço para elas.  

Que tal o bolo salgado esta noite? É bem fácil e familiar. Vale a pena. Fica a dica! 


*concassê = tomates sem pele e sem semente 


Sobre o Clube das Comadres - O Clube das Comadres é um site de amplo conteúdo direcionado às mulheres que querem se manter atualizadas no universo feminino. O portal apresenta lançamentos de produtos e serviços que visam facilitar o dia a dia e oferecer mais beleza, conforto e facilidades à mulher. Mais que isso, o Clube das Comadres traz colunistas para temperar um conteúdo jornalístico de notícias, entrevistas e análises exclusivo produzido por uma equipe de jornalistas de alta categoria. Tudo sem deixar de lado a cobertura do mundo dos famosos da TV e orientações de especialistas de áreas como saúde, beleza, moda, família, culinária e muito mais. O Clube das Comadres espera por você.

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Comfort Food: Risoto


Clube das Comadres


Parece sofisticado, SQN! 

Risoto não precisa de ocasião especial para ser servido. É comfort food, ou seja, "aquele prato que nos remete às boas lembranças, seja ela da infância ou de uma época boa das nossas vidas", numa definição de Mauricio Barufaldi na sua publicação no Diário de Marília, em setembro de 2014.




Já na coluna de Hospitalidade e Gastronomia do Clube das Comadres , você verá como é simples sem deixar de ser delicado o preparo de um risoto de peras com queijo 
gorgonzola.

--- tags: risoto, pera com gorgonzola, receita de risoto,  #clubedascomadres

Saiba como o desafio de cozinhar com os ingredientes que têm à mão pode ser vencido triunfalmente!! No Clube das Comadres/ Colunistas/Hospitalidade e Gastronomia ou acesse diretamente o link. 





Leia também neste blog: 


quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Receita de Goulash




Para quem, como eu, é fã do Clube das Comadres, já está na coluna Gastronomia & Hospitalidade a receita de goulash, um prato muito comum na Hungria que leva páprica, legumes e carnes.  Como viajei pra lá nessas férias, resolvi testar a receita e fazer algumas adequações para o paladar aqui de casa.  

Não perca a chance de entrar no clube para dar uma olhada nas dicas que vêm com a receita e aproveite para se aventurar numa plataforma cheia de informações que podem ser muito relevantes para o seu dia a dia. 


É um prazer fazer parte do Clube das Comadres! 



--- tags: goulash, comida húngara, receita de goulasg, #clubedascomadres


                                             



Se preferir ler aqui no blog, esse conteúdo está disponível aqui

Leia também: Comfort food






quarta-feira, 4 de março de 2015

Arroz de forno bem brasileiro

Há comidas que são confortáveis. Existe, inclusive, uma expressão em inglês "comfort food", que já foi traduzida como "comida emocional".  Aquele arrozinho com carne moída é uma dessas comidinhas que enternecem. 

Quando resolvi juntar o arroz branco com a carne moída refogada e acrescentar banana e queijo acho que recriei uma comida tão confortável que sempre recorro a ela quando quero me sentir feliz e comer uma comida muito gostosinha. 

O melhor de tudo é que além de fácil de fazer, é um prato barato e que fica muito bonito, cheiroso e não tem quem não goste. Também é um preparo que nos dá base para fazer variações, por exemplo, arroz com frango ou carne seca em vez de carne moída. Vale substituir as azeitonas verdes picadas por milho cozido, dá pra trocar o molho de tomate por molho madeira. Só tem um ingrediente que, pra mim, é difícil trocar, a banana. 

A banana é o grande charme desse preparo. Ela torna o prato doce e ao mesmo tempo suave porque dá contraste com o salgado dos demais ingredientes. 

Acabo de pensar num item que poderia ser acrescentado e que ficaria bárbaro nesse prato: farinha de rosca. Desde que esteja fresca, isto é, moída há pouco tempo, vai ficar demais! 

Compartilho com meus queridos leitores, uma das comidas mais confortáveis que já preparei. 



Arroz de Forno Bem Brasileiro




Ingredientes

1 e 1/2 xícara de arroz branco cozido na hora
3 colheres de azeite de oliva extravirgem
1 cebola média picada 
2 dentes de alho espremidos
300 gramas de patinho moído
1/2 pimentão vermelho picado
2 colheres (chá) de azeitonas verdes sem caroço picadas
1 colher (chá) de alcaparras
3 colheres (chá) de molho de tomate
2 ovos cozidos picados
2 bananas nanicas cortadas em rodelas
sal e pimenta do reino a gosto
100 gramas de queijo minas ralado

Modo de fazer

Refogue o alho e a cebola no azeite, acrescente a carne moída, o pimentão, as azeitonas e as alcaparras. Cozinhe por cerca de 10 minutos. Tempere a gosto e em seguida acrescente o molho de tomate. 

Montagem do prato

Numa forma refratária, coloque em camadas: carne refogada com molho, arroz cozido, bananas em rodelas,  queijo e ovos cozidos. Repita as camadas até que acabem os ingredientes, deixando um pouco do queijo para polvilhar por cima. Cubra com papel alumínio e leve ao forno baixo pré-aquecido  por 15 minutos. 


Esse prato é excelente para servir sozinho logo após uma salada de folhas ou com feijão. É completo porque tem um pouco de tudo. É saboroso, fácil e com ingredientes bem brasileiros. Experimente. 

Que o restante da nossa semana seja ótimo! Beijos. 

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Capeletti in brodo, a hospitalidade tem sabor


Clube das Comadres


A hospitalidade, muitas vezes, é sinônimo de acolhimento.

Há momentos na vida da gente em que tudo de que precisamos é um abraço amigo, um olhar ou uma sopa quentinha para arrefecer tristezas. É nessa hora que a hospitalidade tem sabor. Sabor de capeletti in brodo. 

Encontre esse post completo também no site do Clube das Comadres na área dos Colunistas em Hospitalidade e Gastronomia ou acessando diretamente o link.


--- tags: ocapeletti in brodo, hospitalidade, acolhimento, cuidado, aquecer a alma e o coração,  #clubedascomadres


                                             


Leia o texto na íntegra: